(Vídeo) ‘Criatura’ bizarra é filmada em Portugal!

foto pronta

Vídeo de um ser bípede, vagando por território inóspito no país lusitano, tem gerado discussões acaloradas na internet.

Embora a pretensa existência de criaturas mitológicas, como o Pé Grande ou sereias, seja ignorada pelos biólogos e zoólogos tradicionais, um novo segmento da biologia e zoologia, chamado Criptozoologia, promete identificar espécies tidas como mitológicas.

Apesar de ser taxado de pseudociência, a Criptozoologia foi responsável pela descoberta de espécies inusitadas, como o dragão de komodo (lagarto), a lula gigante, o celacanto (peixe) e o ornitorrinco. Antes de serem detectados pelos ‘caçadores de monstros’, esses animais eram tidos pelos cientistas ortodoxos como seres fantasiosos. Porém, hoje eles são reais e catalogados.

Agora, o vídeo da emblemática criatura perambulando em território lusitano, tem mexido com o imaginário coletivo. Mesmo que a autenticidade da filmagem seja questionável, pois carece de informações sobre as circunstâncias da gravação, algumas pessoas conjecturam a possibilidade de o ‘monstrengo’ ser o famoso ‘chupa-cabra’, que aterrorizou a América Latina e Central nos anos 90 e início dos anos 2000.

Outros internautas afirmam que a filmagem expõe uma espécie de primata gigante, detectado em vários países, conhecido como Pé Grande (Big Foot). Porém, vários indivíduos questionam o fato do ‘hominídeo’ desaparecer atrás dos arbustos. No entendimento deles, esse aspecto pode indicar a presença de fraude.  “Uau que desapareça precisamente por trás desse arbusto que fica no caminho da câmera”, escreve um usuário nos comentários do vídeo original divulgado no Youtube.

Mesmo que a filmagem não forneça dados suficientes para que as imagens sejam analisadas de forma minuciosa, não podemos descartar a possibilidade de alguma espécie animal, ainda desconhecida, ter sido flagrada em Portugal.

Afinal, o dragão de komodo, amplamente conhecido em todo o mundo, já foi interpretado como um ser fictício. Se não fosse pela ousadia de pesquisadores comprometidos em identificar ou desmascarar criaturas mitológicas, talvez até hoje não saberíamos sobre a existência dessa espécie.

Todavia, o fato do vídeo ser uma simples montagem também não deve ser ignorado. Por isso, aprecie o artigo com moderação.

(Via agencia de noticia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *