Um copo cheio desta bebida pode trazer efeitos terríveis para a sua saúde. E muita gente bebe isso diariamente!

foto-pronta

Você gosta de tomar uma bebida gostosa e gelada sem consumir um monte de calorias? Então você deve rever este conceito! Os refrigerantes zero contêm aspartame, que é o adoçante que tem quase nenhuma caloria e é 200 vezes mais doce que o açúcar. Ele é mais comumente encontrado em refrigerantes mas também é utilizado em uma variedade de outros alimentos “diet”. Ele tem apelo para as pessoas que querem ficar de olho no peso mas não querem desistir das coisas com sabor doce que amam comer e beber. E muitas pessoas já estão cientes de que o aspartame não é necessariamente mais saudável do que o açúcar. Mas este estudo recente deve fazer os fãs mais ávidos de produtos diet, light e zero reconsiderarem seus hábitos alimentares.

Pesquisadores da Universidade de Iowa, EUA, estão alarmados porque novas evidências sugerem que o aspartame é, na verdade, muito mais ameaçador para a sua saúde do que se pensou inicialmente. Em um estudo iniciado há 10 anos com quase 60.000 objetos de teste, os cientistas examinaram os efeitos dos adoçantes artificiais em sua saúde e os resultados são bastante perturbadores.

O estudo mostrou que consumir apenas duas bebidas zero (diet ou light) por dia pode aumentar o risco de doenças cardiovasculares em até 30%. Também mostrou que esse nível de consumo de bebidas zero açúcar aumentou a probabilidade de se morrer por ataque cardíaco em 50%.

E o aspartame também tem outros efeitos negativos. Ele aumenta o risco de depressão, o que pode fazer com que as pessoas fiquem mais suscetíveis a doenças cardiovasculares. Os que sofrem de depressão normalmente exibem comportamentos que podem danificar o coração, como o consumo de álcool acima da média, consumo de cigarro e um estilo de vida sedentário.

E se isso já não fosse ruim o bastante, o aspartame também pode causar outros problemas corporais e psicológicos. Aqui está uma lista de doenças associadas ao consumo de aspartame:

  • Hiperatividade
  • Ansiedade
  • Mal de Alzheimer
  • Dor de cabeça
  • Tonteira
  • Mudanças de personalidade
  • Agressividade
  • Lupus
  • ELA (Esclerose Lateral Amiotrófica)
  • Fibromialgia
  • Dor abdominal

Mas apesar de tudo isso, ainda há pesquisas que não confirmam as descobertas da Universidade de Iowa. Por exemplo, a European Food Safety Authority faz testes regulares com aspartame e concluiu no ano de 2013 que seus subprodutos não têm nenhum efeito negativo no corpo humano.

No final das contas, as pessoas têm que decidir por conta própria se desejam ou não incluir o aspartame em sua alimentação, mas, pelo menos por enquanto, parece ser melhor evitar. Talvez alguns estudos mais ajudem os cientistas a terem um veredito final. Até lá, a escolha é sua.

(Via agencia de noticia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *