Presos tiram selfies dentro de presídio e mostram rotina de luxo!

foto pronta

Os problemas em presídios brasileirossão mais comuns do que parecem. A maioria de nós já conhece que muitos deles está abarrotado de criminosos.Muitos vivendo em condições análogas a de seres humanos. Não é bem isso o que ocorre na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, localizada na capital Boa Vista, Roraima. De acordo com uma reportagem realizada pelo portal de notícias G1, os presidiários não fazem questão de mostrarem qualquer tristeza. Eles usam até o Facebook. Até fotos em piscinas são publicadas.

Alguns, no entanto, preferem não ostentar tanto. Eles usam a rede social conhecida para se comunicaram com a família. Alguns fazem até juras de amor para esposas. “Nosso amor conseguirá transpor todas as barreiras e dificuldades”, publicou um dos presos mostrando que tem bom vocabulário quando o assunto é demonstrar seu amor para a senhora que tanto ama.

Em entrevista ao G1, policiais disseram que o uso de telefones é comum na unidade, o que não deveria acontecer. O governo estadual preferiu não se pronunciar sobre as alegações feitas pela reportagem, disse o G1. Muitos dos detentos usam nomes falsos para passarem desapercebidos. Mas o desconhecimento da existência deles não dura tanto, já que as fotos são reais. Eles tiram selfies de dentro da cadeia. Do almoço, ao banho de sol, tudo pode ser motivo para compartilhar mais um dia com os amigos da internet. Os presidiários até tentariam despistar os seguranças, mas não é preciso tanto trabalho para achar os perfis deles no Facebook.

Um dos casos mais curiosos é o que envolve o detento Herick Douglas Alencar. Ele mudou o nome para Marcelo Silva. No entanto, continuou tendo a mesma esposa. Em meio à declarações de amor e respostas da amada, ele chega a pedir um telefone seguro para que ele possa ligar para ela. Muitos dos telefones usados pelos criminosos costumam ser trocados periodicamente. O objetivo é evitar que eles sejam descobertos. Outro presidiário usa a rede social para fazer uma contagem regressiva de a quantos dias está no local.

(Via agencia de noticia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *