Pokemon Go poderá ser proibido a parti de amanhã no Brasil! Entenda…

foto pronta

Pokémon Go já pode ser baixado no Brasil desde o dia 03 de agosto de 2016. O game valorizou e muito as ações da Nintendo, e se tornou mais usado que o Twitter e o Tinder. Desde que foi lançado, o jogo realmente fez muitas coisas acontecerem, como a popularização de bebês com nomes de pokémons, pessoas assaltadas por ladrões que usavam o aplicativo para atrair vítimas a lugares desertos e até um homem que foi demitido em Cingapura após criticar o país por ainda não ter acesso ao jogo. Já leu nossa matéria que mostra como seriam os Pokémons se eles na verdade fossem animais?

Para quem ainda não jogou, o Pokémon Go é um game gratuito de smartphones que usa realidade aumentada e GPS para levar os monstrinhos na Nintendo para o mundo real. A dinâmica é mais ou menos a mesma dos outros jogos da série: caçar e treinar todos os 151 pokémons, só que dessa vez os usuários precisam sair de casa e andar pelas ruas de sua cidade para encontrar as pokémons.

Mas vocês estão sabendo que o Pokémon Go, tão jogado e tão amado por milhares de pessoas no Brasil, pode ser proibido? O órgão de defesa do consumidor (Procon) está estudando uma ação para proibir o jogo no Brasil por conta dos efeitos negativos do game nos jogadores, segundo declaração oficial do PROCON.

“Estamos preocupados com os efeitos negativos do jogo. Vem acontecendo mortes, assaltos, acidentes, então queremos estudar isso e conscientizar as pessoas. Ainda não temos uma ação definida. O PROCON se preocupa com a saúde, segurança e proteção do consumidor”, declarou Tárcio Nóbrega, secretário adjunto do órgão

Mas afinal, será que a culpa dos assaltos são dos jogadores ou da falta de segurança do Estado? Até porque a Niantic não tem culpa da ocorrência de assaltos e outros crimes, mas essa é uma obrigação do Estado com a segurança da população. Bom, por outro lado, a culpa dos acidentes de carro que o jogo está causando não pode ser jogada no Estado, mas sim nos jogadores, concordam?

Mas e aí amigos, acham que proibir o jogo pode ser a melhor escolha para resolver alguns problemas? Comentem!

(Via agencia de noticia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *