Pitbull ataca ladrão que invadiu sua residência e juiz manda sacrificá-lo

saudê vida e família,trazendo noticia para você.

Provavelmente a maior parte das pessoas que venham a tomar conhecimento do fato que aconteceu na cidade de Paranã, no Tocantins, se posicionará ao lado de um ser irracional, o cachorro, e não do ser humano envolvido no absurdo da história ocorrida, principalmente por causa da revoltante decisão de um juiz da mesma cidade em torno do desfecho da polêmica.

 

Trata-se da questão de um cão da raça pitbull, o qual partiu para o ataque a um meliante que, descaradamente, invadiu a casa de seu dono. O sujeito, adepto de roubos e furtos, conhecido pelo apelido de “Dezim”, já havia saltado o muro da residência com o único propósito torpe de roubar os pertences do cidadão e de sua família. Entretanto, não aconteceu outra coisa, pois, a partir do momento em que o bandido pôs os pés no chão, foi surpreendido com o ataque certeiro e rápido do cão protetor, que lhe causou ferimentos expressivos por todo o corpo.

 

Depois de Dezim ter entrado em luta corporal com o pitbull, como que por um milagre, o homem conseguiu se livrar do cão de guarda e tratou de fugir ainda mais rápido do que havia entrado no quintal do morador. Em seguida, o meliante procurou um pronto socorro de um hospital que fica próximo ao local, ocasião essa em que foi detido pela polícia para prestar depoimento sobre o que de fato tinha ocorrido com ele. A desculpa esfarrapada de Dezim é que ele só pulou o muro para recuperar a sua sandália, que conforme o marginal foi jogada por engano no quintal do habitante de Paranã.

 

Terminado o depoimento, para espanto das pessoas de bem, Dezim foi solto e já anda de novo livremente pelas ruas da cidade, mas o pior e mais insano ainda estava por vir, uma vez que o ilustríssimo juiz daquele município entendeu que o pitbull é uma séria ameaça a vida dos demais cidadãos da localidade e simplesmente ordenou que o cachorro fosse sacrificado em função do contexto.

 

Edivaldo Chagas que é o morador da residência que iria ser assaltada e também o dono do animal, explicou muito bem o comportamento do pitbull no momento do ataque. Segundo ele, o cão sempre foi pacífico e se mordeu o bandido no seu quintal é porque teve motivos de sobra para isso. Outro detalhe frisado por Edivaldo é que o pitbull não tem como ser um perigo para ninguém nas ruas, na medida em que não sai do espaço reservado para ele, a saber, o quintal da casa.

 

O dono do cachorro está procurando de todos os modos recuperar a posse do animal e evitar que o seu fiel amigo seja sacrificado, mas até agora o pitbull está trancafiado no canil da cidade, contrastando com a liberdade do bandido.

(via agencia de noticia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *