Pegue um punhado de arroz e coloque fogo. O que acontece depois pode te deixar impressionado.

foto-pronta

A China permanece sendo o maior produtor de arroz do mundo. Eles colhem mais de 200 milhões de toneladas por ano e uma grande parte disso é exportada para o mundo todo. Mas, tanto cozinheiros quanto restaurantes devem tomar cuidado: não só há incontáveis quantidades de pesticidas usados na agricultura chinesa, como, de acordo com uma reportagem do The Korea Times, o arroz está, também, sendo manufaturado artificialmente. Fécula de batata é misturada com plástico (resina sintética, por exemplo) e moldada em formato de grãos. Finalmente, os grãos são vaporizados com um aroma típico de arroz. Os médicos alertaram enfaticamente contra o consumo do produto artificial: três porções inteiras, aparentemente, contêm tanto plástico quanto uma sacola do mesmo material. Isso é alarmante!

Com esses truques simples você pode testar se o seu arroz é integral e sem plástico:

O teste da água

Coloque uma colher de grãos de arroz (não cozidos) em um copo com água fria e mexa vigorosamente. Se todo o arroz afundar, pode consumir. Se os grãos ficarem na superfície, tenha cuidado.

O teste do fogo

Coloque fogo em um pouco de arroz com um fósforo ou isqueiro. Se ele começar a pegar fogo imediatamente e cheirar a plástico queimado, então você já sabe o que fazer… Não coma!

O teste do pilão 

Quando você esmaga alguns grãos de arroz em um pilão, eles devem ficar reduzidos a um pó fino, branco e feculento. Mas com o arroz artificial você verá uma coloração amarela.

O teste do mofo

Se você quiser ter certeza se o seu arroz cozido é seguro, coloque uma pequena quantidade em um recipiente bem vedado e deixe em um local quente. Em aproximadamente dois dias ele terá ficado mofado. Só o arroz falso fica livre do mofo.

Aqui está um vídeo que mostra os truques referidos

É assim que você garante a saúde à mesa. Mostre este truque para os seus amigos que amam arroz, para que ninguém tenha que comer plástico no jantar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *