Os alunos jogam bolinhas de papel no professor, mas ele se mantém completamente calmo. Depois, ele dá a eles uma lição de vida!

foto prontaaa

Ele queria mostrar a eles que é um privilégio poder receber educação e que, por esse motivo, eles deveriam aproveitar isso ao máximo. Como o professor sabia que uma apresentação monótona não iria ter o efeito esperado, ele pensou em uma tarefa com interação. O resultado pode te surpreender ou até abrir um pouco os seus olhos

Tudo o que o professor precisava para o experimento era de uma lata de lixo e uma folha de papel para cada aluno. Ele explicou a eles que eles representariam a população do país nesta tarefa, e que cada um deles agora tinha a chance de enriquecer. Para isso, eles teriam que amassar o papel e jogar na lata do lixo. Ao mesmo tempo, cada aluno deveria permanecer sentado em sua carteira.

Os estudantes fizeram o que o professor pediu. Eles amassaram seus pedaços de papel e miraram na lixeira que o professor havia colocado no meio da sala, na parte da frente. O resultado foi como o esperado: os alunos que estavam na frente não tiveram problema com a tarefa. A maioria acertou. A maioria dos alunos das fileiras do fundo errou a lixeira. Ou eles estavam sentados muito longe, ou o papel acertou os alunos das primeiras fileiras. O professor explicou: “Quanto mais perto você estiver da lixeira, mais chances tem de acertar. O privilégio é isso.” Claro que os alunos da frente não reclamaram de que a tarefa era injusta. Não, quem reclamou foram os alunos do fundo. Os alunos sentados na frente, em contraste, estavam concentrados e focados completamente na tarefa. Eles nem ligaram para o fato de que tinham uma vantagem sobre os outro alunos.

Depois que todos os alunos tentaram acertar algumas vezes e tiveram sempre o mesmo resultado, o professor tirou um momento para explicar qual era a função do exercício. “Vocês percebem que os alunos que estão atrás tiveram mais dificuldade em acertar a lixeira do que os da frente. Vocês que estão na frente são privilegiados em comparação aos seus colegas. Muitas bolinhas de papel das pessoas ao fundo não acertaram a lixeira porque vocês aqui da frente bloquearam o trajeto. Algumas bolinhas acertaram vocês e vocês nem notaram. Vocês têm que estar atentos a esta vantagem. Tomem conta das pessoas que estão atrás de vocês e que têm mais dificuldades. A educação é um tipo semelhante de privilégio que vocês têm que aprender a valorizar. Usem isso para fazerem coisas incríveis, mas não se esqueçam das pessoas do fundo. Porque, às vezes, vocês estão impedindo o caminho delas sem ao menos notarem.”

Impressionante como uma tarefa tão simples possa transmitir uma mensagem tão importante e um pouco de sabedoria. Você nunca deve deixar de valorizar as suas oportunidades de estudo. E durante o processo, não negligencie os que têm menos do que você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *