O garoto de 5 anos brinca de esconde-esconde e não percebe que a janela está aberta. Ele caminha em direção a ela…

foto-pronta

Lory del Santo era uma mãe orgulhosa de um garoto de 4 anos. No dia mais feliz de sua vida, o destino atacou sem piedade. Mesmo que você não saiba: todos já choraram pela maneira como seu pai lidou com a tragédia.

Em 1985, a modelo italiana Lory conheceu um inglês. Depois, descobriu-se que ele era um famoso músico que estava visitando Milão em uma turnê. Eles se apaixonaram e começaram um relacionamento.

Alguns meses depois, Lory descobriu que estava grávida. Ela ficou radiante, pois sempre desejou uma criança e acreditava que o mesmo era verdade para seu namorado. Cheia de alegria, ela contou as notícias para ele, mas a reação foi bem diferente do que ela esperava. Ele não estava pronto para um bebê e os dois acabaram se separando. Lory sabia que ele tinha problemas e que tinha que resolvê-los primeiro. Então ela o deixou e seguiu com sua vida. Um pouco antes do nascimento, o pai aceitou a situação. Eles voltaram e viveram juntos o parto do filho Conor, em agosto de 1986.

Tempos alegres se seguiram, nos quais ambos viveram juntos no interior da Inglaterra.

Com o tempo, entretanto, o pai percebeu que não sentia a usual ligação pai-filho com Conor;  ele não fazia ideia de como se comportar ao lado da criança. Sempre que Conor estava no berço ele começava a beber. Ele não queria que seu filho ficasse sujeito àquela situação e então resolveu se internar em uma clínica de reabilitação.

Sua relação com Lory foi novamente interrompida após algum tempo, mas os dois continuaram em contato. Conor cresceu junto com sua mãe na Itália e o pai o visitava quando tinha tempo.

Conor era um garoto alegre que adorava ouvir e cantar as músicas do pai.

Em 19 de março de 1991, o pai de Conor decidiu mudar de vida. Foi um dia muito especial para os dois, pois pela primeira vez pai e filho fizeram algo só os dois. Eles foram ao circo em Nova York e se divertiram muito, como nunca antes. Daquele momento em diante o pai gostaria de estar muito mais presente na vida do filho e de ajudar a cuidar dele. Eles já tinham feito planos de ir ao zoológico no dia seguinte. Conor estava tão ansioso que nem conseguiu dormir direito. Ele estava simplesmente muito animado por conta dos momentos que estava passando junto com o pai.

Conor e sua mãe viveram em um arranha-céu durante o tempo em que estavam em Nova York. No dia seguinte, ele brincou de esconde-esconde com a babá enquanto esperava pelo pai. O zelador estava no apartamento limpando as janelas. As janelas externas do prédio eram completamente feitas de vidro e permaneciam sempre fechadas. Naquele dia, entretanto, o zelador havia aberto uma delas. E então, o inimaginável aconteceu: enquanto Conor tentava se esconder de sua babá, ele correu diretamente na direção de uma janela aberta.

Conor caiu de uma altura de 49 andares, atingindo o teto de um edifício vizinho. Lory correu ao ouvir o choro da babá e entrou em estado de choque quando descobriu o que havia acontecido. O pai chegou 5 minutos depois. Conor morreu quase instantaneamente. Bem quando a família estava pronta para um novo começo, Conor foi embora deste mundo.

O pai desta criança não é ninguém menos do que o guitarrista inglês Eric Clapton. Ele lidou com essa insuportável perda de um modo que todos conhecemos e adoramos há anos

Eles poderiam ter tido uma vida feliz juntos se o destino não tivesse sido tão cruel. O que resta são lindas memórias como essa. De qualquer maneira, o último dia deles juntos foi o mais feliz de todas as suas vidas.

Essa história é infinitamente trágica e nos mostra o quanto a vida é passageira. Por essa razão, nós devemos sempre aproveitar ao máximo o tempo que temos com as pessoas que amamos. Compartilhe essa comovente história por trás da famosa canção “Tears in Heaven”.

(Via agencia de noticia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *