Neymar explica sua melhora como “garçom”: seleção e Barça equilibrados

Saúde vida e família, trazendo noticia para você!

Em entrevista ao blog por e-mail, via assessoria de imprensa, Neymar falou sobre sua fase como “garçom”. Ele é o líder de assistências da Champions League, com 7 passes para gols.

De acordo com a assessoria do jogador, em 23 de novembro, contra o Celtic, pela Copa dos Campeões, o atleta quebrou seu recorde pessoal de assistências numa temporada atingindo 32 em 50 jogos. Porém, nessa conta, não estão apenas passes que resultaram em gol, pois foram anotadas quatro na vitória por 2 a 0 sobre o time escocês. Também segundo o estafe do atacante, o recorde anterior era de 31 assistências em 70 jogos em 2013.

De acordo com o site “Whoscored.com”, em 2016, Neymar fez 13 assistências em jogos do Espanhol e da Champions League. O estafe do brasileiro registra ainda outras seis (uma por partida) das eliminatórias da Copa de 2018 em 2016.

Abaixo, leia o que Neymar diz a respeito de sua melhora como “garçom”.

Blog – A que atribui esse aumento no número de assistências?

Neymar – Atribuo a muito trabalho tanto coletivo como individual. Sem treinamento os resultados não aparecem.

Blog – Fez algum treinamento específico para isso?

Neymar – Não, não fiz nada específico, isso é fruto da sequência do trabalho.

Blog – Seus treinadores atuais na seleção (Tite) e no Barcelona (Luis Enrique) cobram esse tipo de participação?

Neymar – Não há cobrança por assistências ou artilharia. Mas há muito treinamento para que a equipe seja capaz de criar oportunidades de gol.

Blog – Ser mais efetivo nas assistências o deixa mais perto de ser eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa?

Neymar – Eu nunca tive a preocupação de ser o melhor do mundo. Se esse reconhecimento vier a acontecer será fruto do meu trabalho como um todo, não apenas por causa das assistências e gols.

Blog – Qual a importância para a seleção brasileira sua participação como ‘garçom’ permitindo o crescimento de outros jogadores como goleadores?

Neymar – Na verdade as assistências aparecem muito mais em uma equipe equilibrada e entrosada. Os bons jogadores crescem em uma equipe organizada, o contrário exige dele o individualismo e as assistências tendem a diminuir.

(Via agencia de noticia )

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *