Milagre: bebê nasce com apenas 21 semanas e sobrevive!

foto-pronta

Até mesmo os médicos falam em “milagre”. Quando a pequena Amillia veio ao mundo, ninguém acreditava que ela sobreviveria. Mas a vida surpreendeu a todos – inclusive com um recorde mundial.

Quando a pequena Amillia nasceu, em um dia de outono de 2006, em um hospital de Miami, na Flórida, Estados Unidos, a cidade inteira prendeu a respiração. Nada como aquilo tinha acontecido até então.

Amillia nasceu de cesárea após uma gestação de 21 semanas e 6 dias – neste estágio da gestação, ainda seria permitido por lei nos Estados Unidos a interrupção da gravidez. Ela media 24 cm e pesava 280 g e todo seu corpo era extremamente frágil e delicado. Mas o espantoso era: Amillia vivia!

foto-pronta

Seus pais Sonja e Eddie Taylor desejavam ter um filho havia bastante tempo, mas até então não haviam tido sorte. Apenas quando ela optou pela inseminação artificial que seus sonhos começaram a se tornar realidade. Mas logo a alegria se transformou em medo e apreensão.

No quarto mês da gestação apareceram as primeiras complicações e quando o útero de Sonja inflamou não restou outra alternativa. Os médicos precisavam dar início ao parto, pois a vida da mãe estava correndo perigo. Para que os médicos tentassem salvar a vida do bebê, Sonja mentiu: ela informou que estava na 24ª semana de gestação, quando na verdade estava na 21ª.

E apesar de seus sinais vitais estarem péssimos e de quase ninguém acreditar em suas chances de viver, a determinada Amillia sobreviveu às primeiras horas após o parto, contrariando todos os prognósticos. Ela era agora o bebê mais jovem a sobreviver a um parto prematuro. Um recorde mundial.

Uma enfermeira se lembra bem deste dia. “A gente não conseguia acreditar. Ela tentava gritar. E isso apenas após 21 semanas e seis dias”. Uma gestação normal dura entre 37 e 40 semanas.

O início da vida de Amillia foi bem difícil. Nas primeiras semanas, seus pais só podiam vê-la através de um vidro e não podiam tocá-la. Mas após 2 meses de cuidados intensivos, Sonja pôde finalmente segurar a filha em seus braços e alimentá-la.

Graças ao amor e aos cuidados dos médicos e sobretudo de seus pais, Amillia se desenvolveu magnificamente. Ela se recuperou rapidamente de todos os problemas do parto prematuro. Sua mãe podia finalmente falar com bom-humor sobre o assunto: “Às vezes acho que ela está um pouco gordinha”.

foto-pronta

Em breve, Amillia ganhará uma irmã. Sonja e Eddie adotaram uma garota de 16 anos de um orfanato. “Nós tivemos uma sorte tão inacreditável que agora queremos retribuir um pouco”, disse a mãe.

Com seu espírito de luta e vontade de viver, Amillia superou muitas adversidades. Compartilhe esta tocante história de uma garotinha muito especial!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *