‘Meu filho morreu de repente em meus braços, assim como seu pai’, contou mãe, desolada

foto-pronta

Keyra Hayden está contando como perdeu o namorado e o #filho, da mesma maneira. A síndrome da morte súbita por arritmia fez com que essa mulher perdesse duas das pessoas que mais amou na sua vida, em um instante, nos seus braços, sem qualquer aviso. Mas, por acreditar que alguma coisa pode ser feita, Keyra está contando sua história e fazendo uma angariação de fundos.Seu objetivo é que sejam feitos mais exames no coração, para que tragédias dessas não aconteçam com mais ninguém.

E tem sido mesmo uma vida trágica, a de Keyra Hayden. Com 15 anos, acreditava que tinha conhecido o homem de sua vida. Começou namorando Ryan, com 13 anos, mas sua história de amor durou pouco. Em 2002, tinham os dois 15, quando Ryan morreu nos seus braços. Seu primeiro grande amor, que ela pensava ser para a vida, morria repentinamente, sem ter qualquer sinal de aviso. Ele, que até era saudável e jogava futebol, no Sheffield Wednesday,lá na Inglaterra. Uma morte súbita, provocada por arritmia. Estavam juntos no ônibus, quando Ryan olhou Keyra nos olhos e lhe pediu um beijo. Segundos depois, caía morto.

Arrasada por essa perda, Keyra descobriu que estava grávida, pouco depois. Na sua barriga, carregava, o prolongamento do seu grande amor por Ryan, o que, de alguma forma, aliviou sua dor. Com o apoio da sua #mãe e da mãe de Ryan, que acreditava que seu filho deixou esse mundo, abrindo caminho para o seu neto, Keyra foi mãe de Thomas, um menino saudável, que amou desde a primeira olhada. “Thomas me deu a melhor razão do mundo para seguir em frente”, admite Keyra.

Assim que nasceu, Thomas foi examinado, mas não teve diagnosticado problema nenhum. O menino cresceu saudável, mostrando talento também no futebol e chegou mesmo ingressar na formação do Manchester United. Com dez anos, fez alguns testes genéticos, que revelaram que ele tinha herdado uma síndrome do pai, que fazia com que a parte elétrica do coração não trabalhasse bem. Com tratamento e sendo acompanhado de seis em seis meses, os médicos acreditavam que ele tinha chances bem mais elevadas de sobreviver do que seu pai.

No entanto, em julho desse ano, o menino de 13 anos estava jogando videogame, quando caiu, tal e qual o seu pai. Também com arritmia, também na frente de Keyra. Esse foi o segundo filho que Keyra perdeu, depois de ter perdido Joshua, com apenas um ano. O menino nasceu com um problema de saúde no intestino, que mais tarde derivou para uma doença no fígado. Joshua morreu, quando Keyra estava grávida de Libby, no Natal de 2007.

(Via agencia de noticia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *