Menino flagra mãe fazendo sexo com o avô e o que aconteceu de seguida é inacreditável

foto-pronta

A italiana Veronica Panarello foi condenada a 30 anos de cadeia, depois de ter cometido um Crimehorrendo. Após meses de investigação, apolícia e justiça italianas conseguiram finalmente condenar essa mulher, pela morte do próprio filho, Loris, de oito anos. Alegadamente, o menino teria flagrado a #mãe mantendo relações sexuais com o avô, levando Veronica a cometer essa barbaridade.

Loris desvendou a relação de Veronica com o sogro e, possivelmente, temendo que ele contasse para alguém, ela acabou silenciando o próprio filho. A mulher teria matado o menino com cabos elétricos e depois escondido o corpo, em um local mais remoto, para que não fosse encontrado.

Depois inventou ainda toda uma história, despistando as autoridades para um possível rapto. Ela falou que tinha levado o menino na escola e que não voltou a vê-lo, deixando entender que ele teria fugido ou teria sido raptado. No entanto, esta história apresentava fragilidades desde o início e as câmeras de segurança não mostravam essa mãe chegando na escola. Ninguém tinha visto o menino nesse dia, o que colocava em causa essa possibilidade e, como estava mentindo, a polícia começou logo desconfiando que ela poderia ter algum envolvimento.

Mais tarde, um caçador encontrou o corpo e a polícia foi juntando algumas pistas, acabando por chegar em Veronica. No corpo do menino notaram um ferimento grave na cabeça, que teria sido a causa da morte de Loris.

Foi já durante o julgamento que essa mãe acabou confessando o seu crime, mas tentando levar o sogro com ela. Andrea Stival é o pai do seu marido e avô do menino, com quem ela mantinha o referido caso, fora do casamento. Ela falou que ele ajudou a arrastar o corpo dali, insistindo que ele fosse seu parceiro também nesse crime.

No entanto, o sogro negou todas essas acusações e até estaria pensando em processar Veronica por difamação. A acusação considerou essa mãe como uma mulher “egocêntrica, mentirosa e manipuladora”, o que teria sido decisivo para uma condenação tão pesada e exemplar da justiça italiana

(Via agencia de noticia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *