Menina contrai grave doença que faz seu rosto sangrar. E tudo começa com o beijo de um parente

foto-pronta

Pare um instante para imaginar a seguinte situação: sua criança está fazendo aniversário e para comemorar, você resolve fazer uma festa e chamar toda a família. E até o final da celebração, tudo ocorre da forma mais natural, sem que nada aparentemente anormal aconteça. Todos voltam para sua casa e, enfim, vida que segue.

Parece tudo tão normal que o que eu escrevi soa meio inútil, não é? Mas a história não para por aí. O relato acima se encaixa na festa que os pais da pequena Sienna Duffield fizeram para a filha. Durante as festividades do terceiro aninho de vida dela, tudo estava dentro dos conformes. Mas nos dias seguintes, algo dramático começou a acontecer.

No rosto de Sienna, começava a surgir uma infecção que se espalhava da boca às bochechas e alcançava a região acima dos olhos. Parecia que alguém havia jogado ácido em seu rosto, conforme conta a mãe, Savina French-Bell. Era verdadeiramente assustador. E depois de muito tempo, descobriram que tudo começou com… um beijo!

Muita coisa por causa de um simples beijo

Imediatamente após os sintomas começarem a se manifestar no rosto de Sienna, sua mãe a encaminhou para cuidados médicos. Contudo, o problema se estendeu por nada mais nada menos do que 8 meses. Foi um longo período com a menina precisando enfrentar aquela infecção sangrenta.

Isso ocorreu porque os médicos não conseguiam descobrir qual era a causa exata do problema. A mãe conta que nenhum antibiótico receitado funcionava e o rosto de Sienna, aos poucos, ficava cada vez mais devastado.

Os especialistas acreditavam que aquilo era fruto de um eczema, uma alergia que atacou ferozmente a garotinha. No entanto, conforme o tempo passava, a situação só piorava conforme nada de concreto era descoberto.

A menina não conseguia comer, úlceras se desenvolviam em sua boca e as roupas ficavam sempre ensanguentadas. Era horrível, conta Savina.

Cansada de esperar os médicos, a mãe resolveu agir por conta própria. Ela estava determinada a tentar descobrir o que realmente era a causa da infecção da filha. Refazendo os passos iniciais da doença, Savina se deu conta de algo que aconteceu no aniversário da filha: um beijo que a menina recebeu de um parente que não aparentava estar muito bem.

A recordação não poderia ter sido mais preciosa. Quando ela informou os médicos sobre a lembrança, não tardou para que eles descobrissem a causa de tudo aquilo. Sienna estava com herpes (simples, do tipo 1 – HSV 1). Basicamente, o beijo vindo de alguém que estava doente a contaminou.

E após ter o diagnóstico correto, finalmente o tratamento adequado foi iniciado. E nele, tudo ocorreu dentro dos conformes. Aos poucos, a pela de Sienna voltava ao normal, para seu alívio e o de sua família. A mãe conta que a filha sofreu com muitos comentários desagradáveis e preconceituosos de pessoas que a viam naquela situação.

Savina compartilhou a história de sua filha e fez questão de deixar um recado muito importante a todos os pais. Beijos são uma manifestação mais do que comum e de afeto, e as pessoas (sejam parentes ou estranhos), adoram beijar o rosto de crianças. Contudo, é importante estar sempre atento com quem o fará, afinal, o sistema imunológico de uma criança ainda é bastante vulnerável.

Se uma pessoa estiver com uma ferida na boca ou na região, não deixe de forma alguma que ela beije seu filho. E nem todas as feridas são facilmente perceptíveis, então, redobre seus cuidados.

 (Via agencia noticia)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *