Homem forçou namorada a ter sexo com ele durante trabalho de parto

O homem disse que estava se ‘sentindo excitado’, e não se importou que ela tivesse agonizando em dores.

homem-forcou-namorada-a-ter-sexo-com-ele-durante-trabalho-de-parto

No Tribunal de Hull, na Inglaterra, ficou apresentado um caso insólito. Uma mulher alega que foi violada pelo namorado, quando estava já em trabalho de #parto. A mulher estava se contorcendo com dores, quando ele falou que estava se “sentindo excitado” eforçou uma relação sexual com ela. De nada valeram suas lágrimas nem seu pedido para que ele parasse.

Pouco tempo depois, o bebê dos dois nascia no hospital mas, quando regressou a casa, ela acabou contando tudo, porque não conseguia voltar a viver mais com ele. Fez a denúncia à polícia e o caso está sendo julgado no tribunal inglês, deixando todos chocados com o que teria acontecido naquele final de manhã, que acabou sendo decisivo para o final de um #Relacionamento de sete anos.

O ex-casal tem suas identidades protegidas legalmente e não está sendo avançado o nome de nenhum dos dois. A mulher contou, em tribunal, que nessa manhã, estavam os dois dormindo e que, como sempre, ela estava dormindo despida. Acordou com algumas dores, que foram aumentando com o passar do tempo. Quando as dores se intensificaram, ela saiu da cama e se colocou de joelhos e mãos no chão, tentando alguma pressão que aliviasse suas dores. Quando o namorado acordou, viu ela em essa posição, sobre os quatro membros, e disse que ela o estava excitando naquela posição e pelada.

Irritada com as dores que estava sofrendo, ela apenas replicou: “Você está falando sério?”, pensando que o namorado só poderia estar brincando. A verdade é que ele não estava e se aproximou de ela, começando o ato sexual. Alegadamente, a namorada foi pedindo para ele parar, por estar com muitas dores, mas de nada valeu e ele continuou com a relação.

No final, ainda teria perguntado se ela precisava de ajuda para tomar banho e perante sua recusa, regressou para a cama. Nervosa com o que tinha acabado de acontecer, ela foi para o hospital, onde horas mais tarde, acabou recebendo a maior alegria, com o nascimento do filho dos dois. Dias depois, regressou em casa, mas não conseguiu mais viver com o anterior companheiro. O quarto onde tinha sido violada lhe trazia más recordações e também não estava mais sabendo lidar com a forma que ele tratava o bebê. Sem conseguir esquecer tudo, ela está vivendo na casa da mãe.

O acusado e pai da criança nega que eles tiveram relações sexuais nessa manhã. O caso via continuar sendo julgado em Tribunal. #Estupro

 

(Via agência de notícia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *