Este marido e pai de 3 filhos jamais imaginou que um dia chegaria em casa e encontraria sua mulher fazendo ISSO. Incrível.

foto-pronta

Esta é uma história que só poderia acontecer na vida real. Ela é composta por acontecimentos rotineiros do dia a dia, mas se desenvolve de um jeito que ninguém jamais conseguiria imaginar. Quando eu terminei de ler, eu não pude deixar de rir enquanto pensava: “Exatamente!”

Após um dia normal de trabalho, um marido e pai de três filhos chega em casa exausto. Mas o que ele encontra o deixa transtornado. Parecia que uma bomba tinha acabado de atingir o local, deixando tudo em um estado caótico e desolador: as três crianças estão em um acesso de fúria, de pijamas, jogando lama uma nas outras no quintal da casa. Ao redor deles há uma pilha de caixas de suco vazias, e caixas de hambúrgueres. As portas do carro estão escancaradas. E o paradeiro do cachorro é desconhecido.

O marido traça uma trilha entre o caos para chegar até a porta. E ainda piora: a sala parece um campo de batalha. Uma parte do seu caro e exclusivo abajur havia virado um disco de frisbee e o restante estava espalhado em pedaços pelo chão. O tapete persa, que normalmente fica na entrada da casa, havia sido colado na parede com alguma substância pegajosa. A televisão no máximo volume mostrava as aventuras de personagens de um desenho animado. Não havia sequer um local no chão que não estivesse imundo. Brinquedos, papéis de pirulito, roupas de boneca e livros de colorir destruídos estavam espalhados por todos os cantos. E isso era apenas o começo.

Uma olhada na cozinha e a catástrofe é confirmada: a pia está cheia de pratos. Os restos do café da manhã podiam ser facilmente reconhecidos em cima da mesa (na melhor das hipóteses aquilo era mesmo granola). A porta da geladeira estava aberta e recoberta com ração de cachorro molhada. E para completar tudo, sentiu os cacos de algo espetando seu pé: sua caneca preferida havia se desfeito em milhares de pedaços. E isso não era tudo…

Ele correu para a escada, abrindo caminho entre brinquedos e roupas jogadas até finalmente conseguir chegar ao seu quarto. “Minha mulher tem que estar aqui em algum lugar”, pensou, desesperadamente. “Pelo amor de Deus, e se aconteceu algo com ela?!? Algo está muito errado!”

Ele estremeceu ao pisar em algo lamacento. Havia uma poça em frente ao banheiro. A pia estava entupida com pedaços de papel higiênico. Toalhas cobriam o chão, numa tentativa inútil de conter a enchente. A embalagem de sabonete líquido flutua na pia, formando bolhas de sabão. O espelho está decorado com pasta de dente, escrito “Lar, doce lar”.

Nada mais pode pará-lo. Ele entra com tudo no quarto e finalmente acha o que estava procurando. Sua mulher está calmamente deitada na cama, ainda usando seu pijama favorito, sorrindo enquanto lê um livro. Ela olha brevemente para o marido enquanto ele entra afobado no quarto e pergunta: “Olá, querido, como foi seu dia?” Incrédulo com a questão, ele replica: “O que… o que aconteceu… aqui???”

Ela ri e com o mesmo tom de voz calmo responde: “Você sabe todas as vezes que chega em casa e me pergunta o que eu fiquei fazendo o dia inteiro?” “Sim”, ele responde, com a voz embargada pela culpa.

“Bom, querido, hoje eu não fiz. Notou alguma diferença?”

Eu acho que não há modo melhor de demonstrar o que ela queria dizer. A cena que ele encontrou ao chegar em casa vale mais do que um milhão de palavras. Eu acho que já passou da hora das mulheres que fazem todo o serviço doméstico deixando os homem sem obrigações receberem o respeito e o agradecimento que elas merecem. Esse conto é pequeno, mas vai direto ao ponto. Compartilhe essa mensagem com todos que você conhece.

(Via agencia de noticia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *