Este garoto de 15 anos deixou uma carta horripilante para o pai. Eu mal posso imaginar sua reação ao ler o conteúdo.

foto pronta

Um pai passa pelo quarto do seu filho. Com o olhar de pai que tudo percebe, ele logo vê que algo ali está errado. O quarto está arrumado e a cama feita. Ele passa a desconfiar mais ainda quando vê uma carta em cima da escrivaninha. “Para o papai”, diz o envelope. Com as piores expectativas possíveis, ele abre a carta e começa a ler as palavras escritas à mão.

“Caro papai,

É com grande arrependimento e tristeza que escrevo. Eu tive que fugir para a casa da minha namorada porque eu queria evitar uma cena com você e com a mamãe. Eu encontrei a paixão verdadeira com a Stacy, e ela é muito legal, mas eu saberia que vocês não aprovariam o relacionamento por conta das suas tatuagens, piercings, roupas apertas e pelo fato de ela ser muito mais velha do que eu. Mas não é só isso, pai: ela está grávida.

Stacy diz que a gente será muito feliz. Ela tem um trailer na floresta e um suprimento de lenha para o inverno inteiro. Nós compartilhamos o sonho de ter vários outros filhos. Ela abriu meus olhos para o fato que maconha na verdade não machuca ninguém. Nós vamos plantar nós mesmos e trocar com outras pessoas na comunidade – por toda cocaína e ecstasy que quisermos. Nesse meio tempo, nós vamos rezar para que a ciência encontre a cura da Aids, de modo que a Stacy possa melhorar. Ela com certeza merece!

Não se preocupe pai. Eu tenho 15 anos, eu sei como me cuidar. Um dia eu com certeza voltarei para que vocês possam conhecer seus vários netos.

Com amor,
seu filho, Gustavo

P.S. Pai, nada do que escrevi acima é verdade. Eu estou na casa do Alexandre. Eu só queria te lembrar que tem coisas bem piores na vida do que o boletim que está em cima da mesa da cozinha. Me ligue quando for seguro voltar para casa!”

Eu não sei se deu certo, mas com certeza o truque que este garoto encontrou para amenizar a bronca que levaria por conta de suas notas ruins foi bastante criativo. Compartilhe essa maliciosa ideia de um garoto esperto que queria relativizar a importância de um boletim.

(Via agencia de noticia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *