Esta garota de 9 anos entra em pânico no avião. O que o homem que está ao lado dela faz, leva a mãe às lágrimas.

foto-pronta

Gabby Swart tem 9 anos e tem uma doença crônica. Durante um voo de Orlando para Newark a garotinha teve de ficar separada de sua mãe, Erika Jeorgan Swart, e dos seus irmãos mais novos. A mãe de Gabby ficou preocupada, mas só até um dos funcionários do voo surpreender todos com a sua atitude. Erika ficou emocionada e contou toda a história em um post no Facebook

“Este é Garrick, um funcionário do seu voo 1264, indo de Orlando para Newark na sexta-feira, 8 de julho, e segurando o braço dele está a minha filha de 9 anos, Gabby, que tem diabetes tipo 1 e ansiedade de voo severa. Durante a decolagem, ele notou que ela estava tendo dificuldades. Durante todo o voo ele tentou fazê-la rir e lhe trouxe bebidas especiais. Quando estávamos nos aproximando, o tempo começou a ficar feio e houve um pouco de turbulência. Gabby começou a ter um completo ataque de pânico na descida. Ele veio até a frente e perguntou se ela gostaria que ele se sentasse ao seu lado no assento vazio. Eu estava viajando sem o meu marido, com outras duas crianças menores, e não podia sair da minha fileira. Na foto, ela está segurando a minha mão através do corredor. Ela aceitou a oferta dele com alegria. Ele sugeriu que eles conversassem para distraí-la de pensar na aterrizagem, então eles conversaram por 30 minutos sobre tudo; desde a filha dele, que é da mesma idade dela, passando pelos animais de estimação dela e em qual ano na escola ela está. Durante uma turbulência extremamente forte, ela começou a chorar e agarrou o braço dele. Ele gentilmente disse a ela que ela podia segurá-lo o tempo que ela precisasse. Logo após isso, devido ao estresse extremo pelo qual ela passou, o nível de açúcar em seu sangue começou a cair perigosamente. Ele se levantou de sua poltrona para pegar um suco de laranja para ela e voltou para sentar ao seu lado. Ela perguntou novamente se poderia continuar segurando o braço dele enquanto o avião estava pousando. Ele, claro, concordou. Enquanto estávamos em solo e taxiando até o portão, ele veio até o intercomunicador e anunciou que sua nova amiga, Gabby, na fileira da frente, superou seu medo de voar e pediu uma salva de palmas. O avião inteiro a aplaudiu. Foi uma experiência maravilhosa na Southwest. Nós estamos para sempre gratas por termos conhecido uma alma tão bonita e altruísta.”

Que bela atitude deste funcionário. Ainda bem que há pessoas que compartilham experiências positivas porque o fácil é reclamar quando algo dá errado!

(Via agencia de noticia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *