Esses russos deixaram o cachorro sozinho por um ano. Quando a porta do apartamento se abre, eles são confrontados com um fedor bestial.

Ativistas de direitos animais russos tiverem que encarar uma imagem atroz quando entraram em um apartamento na cidade de Novosibirsk, Rússia. No ar estava o fedor acre de fezes. Então eles descobriram um animal não identificável que parecia se mover lentamente. O que seria aquilo?

O que, à primeira vista, parecia ser um monstro grotesco de um filme de terror, era na verdade um cãozinho da raça bobtail terrivelmente negligenciado. Mais ou menos um ano antes, o dono do animal, um homem de 79 anos chamado Gore Zhdanov havia morrido. Mas ao invés de encontrarem um novo lar para o animal de luto, os parentes que o herdaram trancaram o cachorro sozinho no apartamento.

O animal recebia apenas o básico. Ele recebia água e comida e tinha acesso à varanda para fazer suas necessidades fisiológicas. Mas esse era o máximo de atenção que os parentes negligentes deram ao pobre bichinho. Enquanto isso, eles brigavam sobre a divisão da herança de seu parente morto. Enquanto as discussões ficavam mais acaloradas, eles decidiram manter o cão no apartamento para servir de guarda para os itens de valor.

Quando finalmente chegaram a um acordo, eles decidiram vender o apartamento e chamaram os ativistas dos direitos dos animais para retirarem o cão.

O cachorro mal podia se movimentar por causa do peso de seu pelo. Encrustado de fezes e encharcado de urina, o fedor era horrendo. Foi preciso de seis assistente e três horas para libertar o animal quase irreconhecível de seu pelo embolado e imundo.

Embaixo da grossa camada de pelo, os salvadores ficaram horrorizados de ver os numerosos abscessos e feridas. Ao final de um longo trabalho de tosa, os veterinários encheram quatro sacos de lixo de 100 litros com pelos. E como os parentes não sabiam qual era o nome do animal, os protetores decidiram chamá-lo de Cococs.

Cococs desde estão já encontrou um novo lar. Sua nova dona Elena Rivvo o mantém em uma dieta especial para recuperar sua saúde e força. Elena também é bem familiarizada com essa raça de cachorro, então ele nunca será vítima de tanto descaso novamente. Nenhum animal merece ser tratado dessa maneira, e só podemos esperar que os parentes ignorantes recebam algum tipo de punição por esse descaso e egoísmo.

p

(Via Agencia De Noticias)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *