Enquanto o filho dela estava nascendo, ela fez uma última pergunta e depois estava morta.

1_enquanto

Wes e Karisa Bugal, de Aurora, no Colorado (EUA), mal podiam esperar para conhecer seu novo bebê. Eles estavam esperando um menino.

Após muitos meses de gravidez, Karisa estava pronta para ir para o hospital para ter o bebê. Ela estava nervosa, porém animada. Mais cedo, naquela manhã, ela postou em sua página no Facebook: “O único motivo pelo qual eu acordo assim tão cedo é para ter um bebê.”

Nos estágios finais da gravidez, Karisa passou por uma checagem padrão e recebeu notícias terríveis: ela tinha tido uma embolia de líquido amniótico. Esse problema pode causar sérios danos nos órgão tanto da mãe quanto do bebê durante o nascimento. Muitas crianças sofrem danos cerebrais e o risco de morte é muito alto

Depois ela ficou sabendo que o coração de seu bebê havia entrado em colapso. Karisa temeu pela vida dele. Os médicos tomaram a rápida decisão de fazer uma cesariana de emergência. Eles deram duas opções a Karisa: eles poderiam colocá-la em anestesia geral, uma opção mais segura para a mãe, mas que também tiraria momentos importantes da vida de seu bebê, ou eles poderiam fazer uma operação sem anestesia, a opção mais rápida, mas muito arriscada para a saúde dela. O instinto maternal de Karisa falou mais alto: ela queria fazer o que fosse preciso para dar ao filho uma chance maior de sobreviver.

Essa foi a decisão final de Karisa. O filho dela, Declan, nasceu logo depois, respirando e com o coração batendo. Karisa perguntou quanto o filho pesava e ouviu alguém dizer 3,356 kg, e depois morreu.

Wes não sabe como vai explicar ao filho mais tarde o motivo de sua mãe ter partido, mas ele espera que o filho saiba o quanto Karisa o amava.

“Se agarre ao que você ama”, aconselha Wes. Ele passa o máximo de tempo possível com Declan e capta muitos dos momentos que passam juntos.

Um dia, ele vai mostrar ao filho já maior as fotos de Karisa irradiando felicidade enquanto segurava a barriga de grávida antes de ir para o hospital. Mesmo que ele nunca a conheça, tomara que Declan possa ver o amor no rosto de sua mãe.

Aqui está um vídeo da história dramática do nascimento de Declan (em inglês)

Nós desejamos a Wes e a Declan muita força em seus próximos anos juntos. O amor entre uma mãe e seu filho é difícil de compreender. É, possivelmente, uma das maiores forças da Terra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *