Ele viveu 35 anos na rua, escrevendo em um caderno. Até essa mulher ler tudo e mostrar ao mundo o que viu

foto-pronta

Ele viveu 35 anos na rua e ficou 20 sem ver os familiares.

A história de Raimundo Arruda Sobrinho, ex-mendigo, é surpreendente.

Raimundo vivia pelas ruas de São Paulo, escrevendo poemas em seu caderninho e sem ser notado pelas pessoas que passavam ao seu redor e o julgavam como louco.

Invisível aos seus olhos, ele vestia-se de sacos de lixo pretos e, por ter problemas para se locomover, passava boa parte do dia em um banquinho de madeira.

Mas o que muitos não sabiam era que ele era um homem com um passado incrível: culto, amante de livros e de música clássica.

É melhor não estragar a história e você ir direto clicar no play. O final é simplesmente emocionante!

(Via agencia de noticia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *