Ele se casou com uma cobra e o motivo é espantoso

Eles fazem de tudo juntos – bom, quase tudo na verdade – todos os dias.

foto-pronta

Você já deve ter ouvido falar de gente que garante ter uma jararaca por sogra, mas você já ouviu falar de alguém que tenha se casado com uma #Cobra – uma cobra de verdade, réptil escamoso, apresso-me a dizer? Parece ter acontecido a um homem no Sudeste Asiático e por uma raão estranhíssima.

Os jornais britânicos Daily Mail e Mirror noticiaram que, na Malásia (embora alguns relatos falem em Tailândia), um homem casou-se com uma cobra venenosa porque acredita que ela é a reencarnação de sua namorada, que faleceu há cinco anos e cuja morte deprimiu o homem. Pelo menos é o que afirma Warranan Sarasalin, que enviou à imprensa fotos do homem e da cobra praticando juntos diversas atividades de caráter recreativo, inclusive passeando por uma feira, e explicou a situação.

Segundo o Budismo, que é a religião de cerca de um quinto da população do país do Sudeste Asiático, de maioria muçulmana, seres humanos podem reencarnar como animais irracionais. A cobra tem cerca de 3 metros de altura e, segundo o homem, que não foi identificado, possui uma “notável semelhança” com sua namorada que tinha morrido. O casal se diverte fazendo piqueniques à beira de um lago, assistindo à televisão, indo à academia e jogando jogos de tabuleiro e já visitou Cingapura. Segundo Warranan Sarasalin, residente na Tailândia, em Kanchanaburi, no oeste do país, que mandou à imprensa fotos dos dois, homem e cobra, ele não se afasta dela, leva-a para onde quer que vá e a mantém em sua presença mesmo quando vai dormir. Diz ainda Sarasalin: “Ele se sente feliz passando tempo, falando e brincando com esta cobra”. Ainda assim, lembra ele que “um animal continua sendo um animal e pode atacar a qualquer momento.” Apesar de todos os avisos de moradores locais quanto ao perigo que a cobra representa para a segurança a segurança do esposo, o homem até agora não parece disposto a abandonar sua amada e o casal parece ser bastante feliz e se divertir muito. Sarasalin qualificou o caso de “amor verdadeiro” e disse que o homem cuida muito bem a cobra.

Não se sabe se o relacionamento entre eles é platônico ou se o envolvimento com sua namorada ressurgida avançou além disso.

(via agencia de noticia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *