Ele fugiu do trabalho às 2 da manhã para vir acalmar a menina. O motivo me emocionou.

foto-pronta

Algumas imagens valem por mil palavras. Esta é uma delas e o post que a acompanha passa uma mensagem muito importante e comovente:

“Eles não têm o mesmo sangue, mas eles são pai e filha. Meu marido faz o possível e o impossível para cuidar dela como se fosse dele. Quando ela chora, ele está lá. Quando ela precisa dele, ele está lá. Nós não usamos o termo “padrasto”. Ele é o pai dela. Quando ele se apaixonou por mim, ele se apaixonou pela minha filha. Ele a assumiu quando ela tinha 9 meses e em pouco tempo ela fará 3 anos. E essa é a verdadeira filhinha do papai. Eles são farinha do mesmo saco, e o amor de um pai corre nas veias. Tão profundo, que ele decidiu adotá-la e a adoção está em andamento. Eles logo serão oficialmente pai e filha. Esta foto foi tirada às 2 da manhã, quando ele fugiu do trabalho e veio para casa para acalmá-la porque ela sentia saudade dele; ele estava fora de casa há 14 dias.”

Isto nos recorda que a palavra família engloba toda e qualquer forma de amor, incluindo o comprometimento em cuidar e amar os filhos gerados nos relacionamentos anteriores de seus parceiros. Estereótipos que resumiam famílias a apenas pai, mãe e filhos gerados em comum devem fazer parte do passado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *