Após batida de carro, menina de 6 anos é praticamente cortada ao meio por não usar cinto de segurança!!!

Saúde vida e família,trazendo noticia para você!!!

Tudo aconteceu em Henrico, em Virginia, quando ela e o pai bateram o carro em uma árvore. Logo, a mãe foi avisada sobre o ocorrido: a menina estava no hospital com lesões na cabeça e laceração estomacal. Tudo isso por duas razões.

Eles achavam que Samantha não precisava mais usar a cadeirinha e, segunda, colocaram seu cinto de segurança do pescoço atrás dela, o que só fez com que a força do cinto abdominal aumentasse em seu estômago.

O impacto foi tanto que a menina ficou com uma ferida enorme em volta da barriga e os cirurgiões tiveram que usar um clipe para que seus órgãos ficassem no lugar. Segundo os médicos, ela foi praticamente ”cortada ao meio.”

Agora, três semanas após o acidente, Shelly, sua mãe que passou o tempo todo a seu lado no hospital, está levando Samantha para casa. De lá, ela terá que observar a menina realizando as atividades do dia a dia para ver seu desenvolvimento. Enquanto isso, o clipe ficará lá até que ela fique curada.

Enquanto Samantha se recupera, pais ao redor do mundo esperam conscientizar a todos sobre o mal uso do cinto de segurança.

“Os cintos de ombros são cintos de ombros – NUNCA atrás, nas costas, NUNCA abaixo dos braços. Essa mãe corajosa e excepcional está falando sobre como o erro que ela cometeu fez com que sua filha de 6 anos tivesse uma lesão na cabeça e uma laceração abdominal em uma batida – já que as lesões poderiam ter sido prevenidas se ela estivesse usando o cinto dos ombros logo a frente de seu corpo em uma cadeirinha especial.”

Isso tudo porque este cinto, se colocado atrás, retira toda a proteção da cabeça e do peito, deixando que a cabeça se mova muito mais para frente do que deveria. Assim, fica muito mais fácil da pessoa bater no banco da frente ou mesmo na porta, machucando a cabeça e o pescoço facilmente.

Sem falar que colocá-lo para trás também prejudica o uso do cinto do colo, já que sem nada para manter a parte superior do seu corpo para trás, você praticamente cava a própria cova no acidente. Para piorar, você acaba fazendo com que o cinto do colo se apoie em seus ossos do quadril e da barriga, podendo te cortar ao meio, como quase aconteceu com Samantha.

Além desses ferimentos, a menina poderia ter tido lesões medulares inferiores.

(via agencia de noticias)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *