Acharam que era uma boia virada na beira da praia. Mas dias depois descobriram que…

foto-pronta

Uma boia é uma plataforma flutuante localizada em um rio ou no mar, geralmente ancorada ao fundo, que pode ter diversas finalidades, principalmente para a orientação de embarcações e sinalização de objetos submergidos. As boias geralmente são ocas e frequentemente estão infladas com ar ou com algum gás neutro, mas também é comum encontrar boias recheadas de material sólido mais leve que a água.]

Pode ser de espuma de poliestireno, com o fim de impedir que a boia se encha de água ou que se desinfle, perdendo assim sua eficácia, ou no caso de um furo ou vazamento por causa de uma batida. A flutuação das boias se deve ao Princípio de Arquimedes, já que sua massa é inferior ao seu volume equivalente em água. Existem muitos tipos de boia, dependendo da finalidade que têm: boias de balizamento, salva-vidas, sonoboias, Dart…

Uma família estava passando um agradável dia na praia, quando, de repente, se depararam com algo estranho na areia. No princípio, os membros da família pensaram que se tratava de uma suposta boia virada, foi isso o que os pais deste par de crianças travessas pensaram. Pouco depois, quando isso foi investigado, perceberam que não se tratava exatamente de uma boia virada na beira da praia.

Kelly Gravell estava tendo um dia maravilhoso na praia com seu marido e seus filhos. Eles estavam em uma praia perto de Porto Burry, no País de Gales. Mas eles viram algo ao longe e resolveram tirar uma foto perto daquilo.

À medida em que se aproximavam do objeto, puderam ver que se tratava de uma grande esfera metálica. Num primeiro momento, eles assumiram que se tratava de uma espécie de boia que havia parado na beira da praia. A família toda tirou fotos ao lado da grande esfera e também tiraram fotos individuais com seu filho de quatro anos tocando a boia.

“Estávamos fascinados com o brilho que saía dela, mesmo que não tivéssemos ideia do que realmente era”, disse Kelly Gravell a um jornal local.

Cinco dias depois, funcionários da área de Pembrey Country Park anunciaram que havia uma mina não explodida justamente na beira da praia. Chegaram às mãos dos funcionários as fotos, enviadas por um amigo da família Gravell. Os especialistas afirmaram que a mina é da Segunda Guerra Mundial.

Kelly Gravell e seu marido não podiam acreditar que seus filhos haviam tirado fotos com um explosivo perigoso. REALMENTE PERTURBADOR.

Poucos dias depois, um grupo de desmontadores de minas enviou esse grande explosivo para longe da praia, onde programaram detoná-la sob uma explosão controlada. Essa mãe galesa vai pensar duas vezes antes de deixar seus filhos brincarem com objetos estranhos na praia. Bem, na praia ou em qualquer lugar.

Todos os que são pais com certeza já sentiram essa fadiga alguma vez na vida, de nunca poder baixar a guarda quando se é pai ou mãe, já que têm uma grande responsabilidade. Se você gostou deste artigo, compartilhe com seus amigos e familiares.

(Via agencia de noticia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *